Imagem capa - Micro-wedding: a magia dos casamentos íntimos por Ana Carmo
Dicas de CasamentoCasamentos

Micro-wedding: a magia dos casamentos íntimos



Senta que lá vem postão! 


Vou contar pra vocês um segredo: quando criança, eu costumava achar que casamento bom era sinônimo de festa grande com muitos, muuuuitos convidados - de preferência todos vestidos com  trajes de Senhor dos Anéis (okay, essa parte eu ainda quero pro dia do meu casamento haha). Foi o tempo, com seu poder esplêndido de nos apontar as coisas realmente importantes da vida, que me ensinou que quantidade e qualidade não são variáveis interdependentes.


Ao longo desses mais de 5 anos no mercado de casamentos, tive a chance de realizar todos os tipos de cerimônia, mas foi ao registrar casamentos íntimos, como esse que compartilho com vocês hoje, que renovei minha paixão pelo meu trabalho e encontrei o meu propósito enquanto videomaker: materializar, através de imagens, laços genuínos de amor na memória dos meus clientes


Embora seja fato que o amor pode se fazer presente também nas grandes celebrações de casamento - como já vivenciei inúmeras vezes -, a natureza de um casamento íntimo é que o torna tão especial. Quando você se casa entre poucos, rodeado apenas pelas pessoas que tiveram mais importância para sua história enquanto indivíduo e casal, você coloca todos os sentimentos que existem entre você e seus convidados em evidência. Em outras palavras, emoção à flor-da-pele!


Não à toa decidi me especializar em casamentos de pequeno porte. Afinal, o que me move enquanto artista não é a cifra que um cliente gasta em sua festa, mas a história de cada família e o afeto entre cada casal


Ocorre que, certo dia, lá-pra-lá dos meados de 2018, nessa jornada crescente de filmar mini-weddings e elopements, percebi que existia - de certa forma - uma divisão quase brusca entre esses dois estilos de casamento. Mini-weddings são aquelas cerimônias realizadas com até 50 convidados, enquanto elopements são cerimônias celebradas exclusivamente entre o casal (um momento de troca de votos, geralmente em meio à natureza). Porém, nada na vida é tão dividido assim, cadê a fluidez? Alô, Simone de Beauvoir! 


E quanto aos noivos que sonham em realizar cerimônias tão íntimas quanto um elopement, mas gostariam de chamar pessoas especiais para partilharem o momento? Ou ainda, aqueles noivos que adoram a proposta de um mini-wedding, mas não possuem uma lista de convidados tão extensa quanto aqueles 50~ish (ainda que pareça uma lista curta demais para a maioria)? 


Coloquei a cabeça para funcionar em busca de uma solução e, junto com parceiros fornecedores do mercado de casamentos, decidi reforçar uma prática que já existe fora do Brasil, mas que não é tão difundida por aqui: o micro-wedding. Com uma lista de convidados não mais extensa do que 15 pessoas, micro-weddings são a solução pra quem não consegue se decidir entre casar a sós ou fazer um mini-wedding.


Algumas vantagens do micro-wedding, além daquela que eu considero principal - a intimidade entre os membros mais próximos da família, amigos e casal - são, com certeza, a tranquilidade maior para organizar o evento e, consequentemente, o cuidado e atenção que os noivos podem dedicar a cada pessoa presente. Imagina poder ter tempo de qualidade com as pessoas que você ama num dos dias mais importantes da sua vida?


É, o trem vale a pena demais! Foi acreditando na magia dos micro-weddings que me propus, juntamente a profissionais e colegas maravilhosos de Beagá, a encontrar um casal que tivesse a cara dessa proposta. E foi nessa visão coletiva que fizemos o sonho da Patrícia e do Hebert acontecer.






Eu sei que muitas pessoas não acreditam em destino. Ou paixão à primeira vista. Imagino que acreditem ainda menos na combinação de destino e paixão à primeira vista haha. Mas a história da Paty e do Hebert levanta muitos questionamentos a respeito dessa linha misteriosa que conhecemos como vida


Os dois foram vizinhos por um longo tempo na infância, mas não se lembram de terem se conhecido naquela época - i mean, quais as chances? Eles se lembram até hoje da relação simpática entre suas mães, de quando brincavam com os primos um do outro e até mesmo das amizades que cultivavam em comum... mas um do outro de fato? Nada! Porém, bastou que se conhecessem oficialmente pela "primeira vez" numa sexta-feira da paixão há 10 anos atrás para que eles dessem o primeiro passo em rumo a uma jornada da qual se lembrarão para sempre.


Hebert foi o primeiro amor da vida da Patrícia. Paty foi o pulo mais acertado da vida do Hebert. E foi uma delícia poder registrar essa união sabendo que eu terei um impacto direto na memória e no sentimento de rememorar dessa família.


Gostaria de deixar um agradecimento especial a todos os fornecedores que fizeram esse dia acontecer. Caso você esteja pensando em realizar um micro-wedding, deixo a dica dos profissionais que super confio e sei que já têm experiência com esse estilo de casamento



Fotografia: Gio Coppi @giocoppifotografia

Cerimonial: MDCB Eventos @mdcbeventos

Espaço: Sítio Paraíso da Mata @sitioparaisodamata

Vestido: Bunchur Atelier @bunchur.atelier

Terno: Vida de Homem BH @vidadehomembh

Cabelo e Maquiagem: Roberta Reis Makeup @robertareismakeup

Celebrante: João Claudio Celebrante @joaoclaudiocelebrante

Músicos da cerimônia: Marry Music @marrymusic_

Papelaria: Decor em Conta @decoremconta

Buffet: Jefferson e Ellaine Ellegance @jeffersoneellaineellegance

Bolo: Marcela Resende Doces Finos @marcelaresendedocesfinos

Doces: Da Regi Confeitaria @_daregi


Espero que gostem do resultado do vídeo desses lindos. O dia deles foi muito emocionante, com direito a first look e muitas lágrimas - que nem eu segurei haha 



Abaixo, vou compartilhar também algumas fotos que não são de minha autoria, mas sim da maravilhosa e parceiríssima Gio Coppi, pra ilustrar mais ainda como foi o dia desse micro-wedding maravilhoso.














Pra terminar, olha esse feedback quentinho e maravilhoso do casal! Aaaaa tô toda emocionadaaaaaaa haha